Florianópolis, 21 de outubro de 2017
Search

Atendimentos nos CAPS diminuem após cortes na alimentação e transporte

Reportagem:

Reportagem: Kainã Pacheco, Karina Ferreira e Lucas Weber
Médicos e psicólogos dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de Florianópolis apresentaram um relatório com dados revelando a diminuição de, em média, 50% de frequência das/os usuárias/os nas atividades oferecidas pelo serviço, em relação ao mesmo período do ano passado. Os autores do relatório apontam duas principais possíveis causas dessa redução: os cortes da prefeitura no fornecimento de alimentação, entre outubro do ano passado e agosto desse ano, e a mudança na lei que garantia gratuidade no transporte público das/os usuárias/os.
A Comissão Intersetorial de Saúde Mental (CISM) de Florianópolis reuniu os número apresentados pelo CAPS e os compilou em um relatório enviado ao Ministério Público Federal (MPF) denunciando a questão. Até o momento o MPF não se pronunciou.