Florianópolis, 23 de agosto de 2017
Search
b

Em novo ato de rua contra a PEC 241, manifestantes buscam mobilizar IEE e IFSC

Reportagem:

Texto: Camila Yano

Fotos: Camila Yano e Iarima Castro Alves

Mais uma vez, a população de Florianópolis foi às ruas para protestar contra a PEC 241 e a reforma do Ensino Médio. Na tarde desta segunda-feira (24/10), cerca de 250 manifestantes se concentraram Largo da Alfândega, no centro da cidade, e começaram a caminhar por volta das 17h.

A passeata seguiu pela avenida Mauro Ramos e entrou no Instituto Estadual de Educação (IEE), onde manifestantes chamaram as/os estudantes e professoras/es para falar sobre as propostas de reforma do governo de Michel Temer (PMDB).

Em seguida, o mesmo foi feito no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Lá houve diálogo para propor uma paralisação de professores/as e estudantes, dia do segundo turno de votação da PEC 241 na Câmara Federal — o projeto que congela o orçamento da União por 20 anos, de iniciativa do Poder Executivo, foi aprovado por 366 votos a 111.

Leia mais: A POLÍTICA DE QUEM FAZ. PASSAM DE 800 AS ESCOLAS OCUPADAS NO PARANÁ

Caso a proposta seja aprovada, ela segue para o Senado. A manifestação seguiu pacificamente de volta ao Largo da Alfândega. A Polícia Militar permaneceu de prontidão com cassetetes e gás lacrimogêneo, caso houvesse avanço em direção à ponte. A manifestação se dispersou por volta das 20h30 ao entrar no Terminal de Integração do Centro (TICEN).

Dia de mobilizações

A segunda-feira (25/10) foi de paralisações, reuniões e por uma plenária unificada de trabalhadores/as. Durante a tarde, após decidirem pela construção de uma paralisação geral no dia 11 de novembro, trabalhadoras/es de diversas categorias caminharam bloqueando o trânsito na avenida Mauro Ramos.