Florianópolis, 12 de dezembro de 2017
Search

Vídeo de ato desta segunda (10/10) mostra truculência da PM contra manifestantes

Reportagem:

Vídeo: Camila Yano

Durante a noite desta segunda-feira (11/10), novamente manifestantes foram às ruas do centro de Florianópolis protestar contra medidas do governo de Michel Temer (PMDB). Desta vez, o chamado deixava clara intenção do movimento de ocupar as pontes de ligação entre Ilha e continente e que a motivação do protesto era um rechaço à Proposta de Emenda Constitucional 241, que congela por 20 anos o orçamento da União e, consequentemente, proíbe novos investimentos para áreas como saúde, educação e assistência social. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados por 366 votos a favor, 111 contra e duas abstenções. Também figurou como motivo da manifestação a reforma do ensino médio proposta pelo governo  Temer, que ameaça retirar do currículo a obrigatoriedade de disciplinas como sociologia, artes e educação física do conteúdo obrigatório nas escolas.

A concentração começou em frente ao TICEN e seguiu em direção à ponte. Lá, os manifestantes foram recebidos com bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e tiros de borracha, lançados pela Polícia Militar. Três pessoas foram presas e ao menos três ficaram feridas durante o ato “Ocupa Ponte!”.